Saiba o que é Lead e qual a sua importância

Gerar um lead é uma tarefa essencial para que qualquer negócio tenha sucesso. Quanto mais leads uma empresa obter, melhor. Esses potenciais clientes tratam-se de pessoas que, em algum momento, demonstraram interesse genuíno pelo produto ou serviço vendido. O marketing digital é essencial para qualquer marca, uma vez que as pessoas estão conectadas o tempo […]

Escrito por Equipe Guia de Investimentos | 03.12.2020

Gostou da leitura?

Compartilhe:

Gerar um lead é uma tarefa essencial para que qualquer negócio tenha sucesso. Quanto mais leads uma empresa obter, melhor. Esses potenciais clientes tratam-se de pessoas que, em algum momento, demonstraram interesse genuíno pelo produto ou serviço vendido.

O marketing digital é essencial para qualquer marca, uma vez que as pessoas estão conectadas o tempo todo e pesquisam na internet acerca do que querem comprar.

Só que esse tipo de marketing é feito de uma maneira direcionada e não para qualquer pessoa, como acontece no marketing tradicional.

Para conseguir esse feito, é necessário investir em ações que atraiam pessoas e que mostrem a elas, de alguma maneira, que elas têm uma necessidade. A partir disso, o consumidor percebe possíveis soluções e se interessam pelas ofertas.

É com esse público que toda marca precisa trabalhar, afinal, assim seus investimentos são feitos de maneira mais assertiva, obtendo mais resultados.

Se o objetivo de qualquer negócio, no fim das contas, é vender, gerar leads é o primeiro passo para conseguir isso. Mas de que maneira eu consigo gerar leads?

Neste artigo, vamos explicar melhor o que é, quais ferramentas podem ser usadas e por que é importante investir na geração de potenciais clientes. Acompanhe a leitura!

Afinal, o que é um lead?

Leads são potenciais clientes, ou seja, pessoas que em algum momento demonstraram interesse em determinado produto ou serviço, vendido por uma marca.

São contatos qualificados que facilitam as conversões e aumentam as oportunidades de venda. Mais do que chances de vender, nutrir o relacionamento com o lead pode transformá-lo em um cliente que confia e indica a marca para outras pessoas.

Os indivíduos estão cada vez mais conectados e buscam saber na internet tudo o que precisam, desde uma joia até escola particular infantil creche

Por isso, é essencial que o seu negócio trabalhe essas estratégias, para se aproximar dessas pessoas e aumentar os contatos promissores.

Só que é necessário saber como fazer isso de maneira assertiva, uma vez que existem ferramentas ideais que atraem as pessoas certas e despertam seu interesse. É o que veremos a seguir.

Ferramentas para atrair leads

Quando falamos em ferramentas, estamos nos referindo à práticas que devem ser adotadas por uma empresa para atrair as pessoas certas para o seu negócio, e dentre elas temos:

1 – Otimizar os conteúdos

É crucial investir em SEO, SEM (Search Engine Marketing) e CPC, afinal, os consumidores sempre recorrem ao Google para encontrar o que precisam.

O tráfego deve ser direcionado para gerar leads, e a única maneira de conseguir isso é tendo relevância para os buscadores, como o Google.

O CPC (Custo por Clique) e o SEO (Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca) devem estar de acordo com os objetivos do seu negócio, uma vez que somente dessa forma eles vão gerar leads.

Para que uma academia de aula fitdance iniciante tenha sucesso nessas ações, por exemplo, precisa ir em busca de termos e palavras-chave dentro de seu segmento e que estejam direcionadas ao seu negócio.

2 – Criar um blog

O blog é a melhor ferramenta para gerar leads que um negócio pode ter, pois é naturalmente segmentado e dá voz à marca para que ela possa se comunicar com seu público-alvo de forma leve e frequente.

É importante saber que a linguagem usada nos conteúdos que serão postados não deve ser comercial, mas sim, de modo a solucionar problemas e entregar soluções aos visitantes.

É dessa forma que eles vão se identificar com a marca, e passarão a acompanhar aquelas que são mais autênticas.

Esse canal também deve conter uma seção para assinaturas ou cadastros, além do logo, produtos e links da marca nas laterais, cabeçalho e rodapé.

3 – Investir em marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é uma estratégia extremamente fundamental para qualquer tipo de empresa, como uma fabricante de sonda exploradora de ponta reta.

Trata-se de materiais ricos e relevantes, que levem informações importantes e que sejam do interesse do público-alvo. Esses materiais podem assumir diversos formatos, tais como:

  • Textos;
  • Áudios;
  • Vídeos;
  • Infográficos.

Os textos são ideais para canais como o blog, da mesma forma que os conteúdos em áudio, afinal, eles são excelentes para aumentar o engajamento e gerar leads.

Para usá-lo, basta configurar um áudio player que será liberado assim que o visitante preencher o campo de e-mail.

Com essa simples informação em mãos, a marca consegue estabelecer um relacionamento com esse potencial cliente, enviando materiais por e-mail, no futuro.

Os infográficos, por sua vez, são fáceis de entender e atrativos aos olhos dos visitantes. Eles possuem imagens e dados relevantes, além de conter informações ricas que fazem com que os consumidores aumentem seu interesse por determinado tema.

Um estabelecimento que conserte celulares pode criar um material sobre iphone tela quebrada conserto, fazendo com que seja criativo, sempre priorizando um design adequado ao seu negócio e mantendo sua identidade visual.

O logo da marca deve estar bem posicionado, além de conter um link que leve o visitante para o site da empresa e outros conteúdos.

Ademais, os vídeos seguem a premissa de que “uma imagem vale mais que mil palavras”. Esse formato chama a atenção das pessoas e é o preferido.

Os vídeos são os conteúdos mais acessados, têm grande aceitação e são mais compartilhados. Por isso, esse formato audiovisual é essencial  na hora de montar uma estratégia para a atração de leads.

Contudo, mesmo ao optar por esse modelo, a marca não deve se esquecer de sua identidade visual, para que possa criar identificação e ter seu conteúdo reconhecido pelas pessoas e associado a ela. 

Alguns exemplos de vídeo são:

  • Webinars;
  • Entrevistas;
  • Vídeo aulas;
  • Demonstrações;
  • Anúncios.

Além dos vídeos, a marca também pode usar e abusar de imagens, principalmente em canais como as redes sociais, pois elas nunca passam despercebidas pelos consumidores.

4 – Formulários sempre à vista

Os formulários são a porta de entrada para a geração de leads, afinal, os visitantes vão preencher um cadastro para terem acesso a materiais como um e-book sobre concretagem de sapatas.

Depois de preenchê-lo, o visitante se torna um lead, uma vez que demonstrou interesse pelas informações prestadas por aquele artigo no blog. 

Usando os dados fornecidos por essas pessoas, a marca consegue nutri-los até que finalmente faça a conversão.

Para aumentar o número de visitantes que preenchem esses formulários, é necessário que eles estejam visíveis na página. Assim, o visitante não terá dificuldade em achá-lo e prosseguirá com o envio de seus dados.

Por que investir nesse sistema?

Você deve estar se perguntando por que deveria investir em um sistema de criação de leads, sendo que eles são apenas pessoas que forneceram algum dado e não parecem ser uma garantia de venda.

Pois bem, o modo como as pessoas consomem mudou muito, o que obriga as empresas a encontrarem novas maneiras para atrair o público.

Ao invés de uma empresa de automação corporativa usar os velhos meios que não são mais eficazes para impactar pessoas, como no caso da publicidade em massa, ela se concentra no que realmente importa e investe em estratégias de relacionamento.

Depois que a internet passou a fazer parte do dia a dia das pessoas, nós saímos da escassez de informações e entramos na era do bombardeio delas.

Todas elas são criadas rapidamente, e as pessoas não sabem em qual desses conhecimentos devem se focar, o que, dentro do contexto comercial, representa o aumento da concorrência.

A informação consome a atenção dos leitores, sendo exatamente isso que mudou a maneira como as pessoas compram.

Os consumidores estão sobrecarregados de conhecimentos e passaram a ignorar tudo o que não for do seu interesse. Se ele está interessado em instalação de gas glp residencial, simplesmente acessa o Google e descobre o que precisa.

Por esse motivo, as marcas devem entregar ao seu público-alvo tudo aquilo que seja do interesse dele, pois é dessa forma que uma empresa será capaz de despertar o interesse do lead e começar a fazer parte do dia a dia dessas pessoas.

Portanto, gerar leads é fundamental para interessar os potenciais clientes, guiando-os por meio de informações, até que eles fechem a compra.

Quando alguém demonstra curiosidade pelo o que a sua empresa vende, seja uma roupa de bebê ou um serviço de limpeza de taco de madeira, ela abre uma brecha para estabelecer uma relação com a sua marca.

Obter informações, falar com essa pessoa e fechar uma venda acaba se tornando um processo muito mais simples e natural.

Conclusão

A internet mudou de muitas maneiras os comportamentos das pessoas, mas, principalmente, a atitude dos consumidores no momento de comprar um produto ou serviço.

Aquela velha história de “empurrar” o que você vende para o consumidor não funciona mais, uma vez que a realidade atual não comporta mais essas atitudes por parte das marcas.

Se o público-alvo não se sentir atraído pelo que uma empresa vende, ele deixa de comprar ou até mesmo acaba comprando, mas com outra marca, simplesmente porque a primeira não soube como atraí-lo e transformá-lo em seu lead.

Resumindo: marca nenhuma deve ignorar as ferramentas de geração de leads e devem depender delas para que o seu negócio seja sempre um sucesso.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Assine agora nossa Newsletter
Receba conteúdos exclusivos do UOL EdTech na sua caixa de entrada