Qual é a relação entre o BANI e a pandemia?

A Pandemia do COVID-19 ou Coronavírus, tem modificado uma série de elementos fundamentais do mundo em que vivemos.  Por conta do isolamento social e das novas regras de convivência, o impacto social tem sido enorme, e isso tem gerado resultados diretos. Hoje em dia, até mesmo um check up básico deve ser muito bem estruturado […]

Escrito por Equipe Guia de Investimento | 24.02.2021

Gostou da leitura?

Compartilhe:

A Pandemia do COVID-19 ou Coronavírus, tem modificado uma série de elementos fundamentais do mundo em que vivemos. 

Por conta do isolamento social e das novas regras de convivência, o impacto social tem sido enorme, e isso tem gerado resultados diretos.

Hoje em dia, até mesmo um check up básico deve ser muito bem estruturado para evitar qualquer complicação decorrente da pandemia.

Até o início da pandemia, o mundo como conhecemos era chamado, em um jargão técnico após a guerra fria, de Mundo VUCA, um acrônimo de quatro palavras em inglês:

  • Volatility (volatilidade);
  • Uncertainty (incerteza);
  • Complexity (complexidade);
  • Ambiguity (ambiguidade).

Apesar das origens militares do termo, ele logo foi absorvido pelo mercado e tornou-se um ponto-chave para a identificação do caos e da dificuldade de prever cenários no mundo corporativo.

Esse conceito permanece atual até pouco tempo atrás, quando tudo que as pessoas conhecem foi mexido por conta da pandemia.

O conceito BANI

O mundo já se encaminha de forma lenta para um novo formato de sociedade. A pandemia, entretanto, acelerou em muito esse processo, trazendo à tona o conceito do mundo BANI.

A vida de hoje já não pode mais ser relacionada com o que aconteceu a pouco tempo atrás. 

Ainda é possível fazer um treino funcional de alta intensidade, mas existem diversos cuidados que devem ser tomados para manter-se em isolamento social.

Neste caso, o acrônimo é para os termos Brittle (frágil), Anxious (ansioso), Nonlinear (não linear) e Incomprehensible (incompreensível). Cada um desses detalhes é importante para entendermos a dificuldade que a pandemia gerou e quais as possibilidades para o futuro.

Frágil

Quando o mundo inteiro se vê obrigado a parar de funcionar de uma hora pra outra, o sistema econômico e social ao qual a humanidade estava acostumada começou a colapsar.

Isso foi identificado com muitas empresas fechando as portas, o impacto na bolsa e diversos outros pontos. Quanto mais incerto é o mercado, mais fragilizado ele fica, gerando uma série de problemas.

Assim, uma casa de repouso para mulheres precisa de suporte para conseguir se manter durante a pandemia, uma vez que os impactos são sentidos em todas as áreas.

Esses problemas extrapolam as empresas e alcançam as pessoas, com altos índices de desemprego, dificuldade de compra com aumento de preços no mercado e muito mais impacto no dia a dia de cada um.

Ansioso

A partir do momento que tomar uma decisão durante a quarentena pode significar a destruição de algo, o desamparo de famílias e o desgaste do mercado, a ansiedade acaba tomando conta da mente de qualquer pessoa.

O excesso de informação acaba piorando ainda mais a situação, uma vez que simplesmente ler as notícias e saber o que está acontecendo no mundo se torna uma tarefa cheia de mágoa e angústia.

O simples ato de encontrar uma sala de reunião para alugar já pode ser muito benéfico para esse tipo de situação, se o local apresentar todas as normas de segurança para um encontro durante o período pandêmico.

Esse tipo de processo acaba fazendo com que muitas pessoas acabem se alienando e evitando ler notícias, criando uma bolha de convívio social e fugindo da realidade. 

Embora isso pareça uma solução pacífica, pode ser algo extremamente perigoso.

Isso porque a tendência de qualquer bolha é estourar, e o mínimo contato externo pode gerar uma série de problemas como depressão, crises de ansiedade e burnout.

Todos esses elementos psicológicos devem ainda levar em conta que, por conta da pandemia do COVID-19, muitas pessoas não estão adaptadas para procurar atendimento profissional. 

Sair de casa é um desafio e a depressão e a síndrome do pânico dificultam ainda mais.

Hoje em dia, um cartão de visita psicologo se tornou um item valioso, principalmente, se o profissional oferece atendimento remoto.

Nesse caso, a tendência de piora nestes quadros é quase uma certeza, uma vez que o mundo está extremamente fragilizado e não pode ser um suporte para as pessoas em estado de necessidade.

Não Linear

A não linearidade do mundo o torna sem controle. As ações acontecem de forma simultânea, mas não parecem interligadas de nenhuma forma. 

Por isso, é difícil encontrarmos o resultado de uma determinada ação.

A ausência de padrão é identificada até mesmo no coronavírus. Ele não deixa você imediatamente doente, há um período de incubação não linear, o que aumenta ainda mais a ansiedade ao pensar nas possibilidades.

O funcionamento de uma barraquinha de comida festa infantil é de simples entendimento, mas hoje as diversões eletrônicas e tecnológicas têm ganhado cada vez mais espaço, deixando confusos aqueles que não se atualizam constantemente.

Por conta disso, a ideia de planejamento e definição de metas está cada vez mais longe do alcance das pessoas e mais próximo de se tornar uma utopia, uma vez que nada possui uma boa garantia de funcionalidade.

Vivemos em um mundo de futuros, onde nossas ações só trazem resultados posteriores. Com isso, você tem maior dificuldade de conseguir identificar o que de fato está acontecendo e como lidar com os resultados de suas ações.

Incompreensível

As mudanças repentinas e constantes na forma de convívio em sociedade tornam o mundo um lugar de difícil compreensão, onde é fácil perder a conexão com aquilo que é real, e isso nem depende exclusivamente das notícias.

A tecnologia avança cada vez mais rápido que o conhecimento geral, e muitas pessoas nem ao menos compreendem como isso funciona no seu dia a dia. É possível entender que algo está funcionando, mas é muito mais difícil identificar como isso funciona.

Aparelhos celulares, refrigeradores de ar, conceitos de smartphone e internet móvel, armazenamento em nuvem. 

Todos esses conceitos surgem e se modificam em questão de dias, muitas vezes horas.

Um aluguel de telão pode ser uma tarefa complexa em um mundo onde não se é possível compreender o funcionamento das coisas, mas muitas vezes é necessário deixar esse elemento de lado e buscar resolver qualquer necessidade.

Isso acaba mexendo na cabeça das pessoas, que sentem um desgaste emocional muito maior por estarem passando por esse tipo de situação.

Aliados ao fato de que sair de casa já se torna um risco iminente, e que os momentos de distração comuns são cada vez mais escassos, as pessoas começam a se tornar cada vez mais aprisionadas em sua alienação.

Isso para o usuário comum, que não busca ou tem interesse em conhecer elementos tecnológicos mais modernos.

Uma vez que a tecnologia que ultrapassa a camada básica das pessoas já está em inteligências artificiais, computação quântica e outros elementos que parecem saídos de um filme de ficção científica.

Como será quando a pandemia acabar?

Embora haja a esperança de que um novo formato de ver o mundo surja ao fim da pandemia, ainda vivemos em um mundo de incertezas, e certamente o mundo BANI ainda permanecerá até sentirmos uma maior estabilidade.

Esse tipo de elemento pode demorar anos ainda, e muitas adaptações precisarão ser realizadas nesse período para conseguirmos identificar o mundo de forma ordenada novamente.

Isso porque o campo teórico não para de trabalhar, e os avanços tanto em tecnologia quanto em outras áreas da ciência continuam evoluindo continuamente, deixando cada vez mais o espaço entre a compreensão e a utilização de uma ferramenta.

É preciso pensar em estratégias adequadas para conseguir viver com tranquilidade nesse novo mundo, adaptando-se e compreendendo a real necessidade de cada ação.

Nesse ponto, o cuidado com cada um, a exploração dos conceitos de ansiedade e depressão e outros elementos importantes do novo mundo são fundamentais para avançar em uma nova era, onde as coisas começam a se encaixar novamente.

Como lidar com o mundo?

O primeiro passo para conseguir enfrentar todas essas mudanças é aceitar que elas existem.

Ao compreender a mudança do mundo VUCA para o mundo BANI é fundamental para estruturar reações aos efeitos que acontecem sem parar.

Hoje em dia, existe uma busca muito maior pelas chamadas soft skills, habilidades que exacerbam o profissional e dão um tom muito mais humanitário para uma pessoa.

Empatia, comunicação e colaboração em equipe são elementos cruciais para uma melhora no mundo, e essas ferramentas podem e devem ser usadas aliadas a tecnologia para conseguir compreender o peso que as ações carregam.

Alguns conceitos, como a cabine de estudo individual, têm sido muito bem aceitos pelas pessoas, por conta do fator de isolamento.

A tecnologia está muito à frente da humanidade, então é preciso saber usá-la a seu favor ao invés de tentar bater de frente diretamente. 

Os conceitos e possibilidades que estes avanços trazem são inúmeros, e muitas pessoas podem se beneficiar com esse tipo de recurso.

Dentre os principais elementos que devem ser procurados e desenvolvidos para lidar com o mundo BANI, está a representação da empatia. A saúde mental é um dos pontos mais prejudicados hoje, por todos os efeitos que estão acontecendo.

O isolamento social e o distanciamento causados pela COVID-19 tem sido de um grande impacto na sociedade, e somente de forma empática é possível trabalhar esses resultados em um rumo de melhoria e de compreensão da nova realidade.

Considerações finais

O mundo está em um ciclo de mudança completo, desde o início da pandemia do coronavírus. 

Por isso, compreender essas mudanças e se preparar para elas é fundamental.

É preciso ter atenção e intuição para conseguir identificar os momentos de mudança, e fazer contrapontos importantes para conseguir manter a saúde mental em dia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Assine agora nossa Newsletter
Receba conteúdos exclusivos do UOL EdTech na sua caixa de entrada