Qual é a importância da colaboração nas empresas?

Desde que começamos a falar de tecnologia e inovação aqui no blog do UOL EdTech, alguns termos de busca começaram a crescer também como tendências, apontando pra gente o que ainda é obscuro ou que tem pouca informação disponível no mercado de educação corporativa. Um desses temas é colaboração e liderança decentralizada. E é disso […]

Escrito por Laís Alves | 04.09.2020

Gostou da leitura?

Compartilhe:

Desde que começamos a falar de tecnologia e inovação aqui no blog do UOL EdTech, alguns termos de busca começaram a crescer também como tendências, apontando pra gente o que ainda é obscuro ou que tem pouca informação disponível no mercado de educação corporativa. Um desses temas é colaboração e liderança decentralizada. E é disso que vamos falar hoje.

Por que a colaboração é um tema tão importante e recorrente nas empresas?

Colaboração não é necessariamente um tema recente no mercado. Embora a crise do novo coronavírus tenha impactado as possibilidades de colaboração, existem outras questões abarcam o ponto central da colaboração nas organizações – ela é também o ponto de partida de mudanças e inovações.

O que é, então, a colaboração nas organizações?

Muito mais que o serendipity, a colaboração é um resultado da cultura organizacional. Em outras palavras, ela só pode acontecer se a cultura da organização permite que ela aconteça. E isso significa, em muitos aspectos, uma mudança nas estruturas hierárquicas, autonomia em projetos e processos, experimentação e espaço para erros.
Existem 4 diferentes tipos de colaboração – casual: a que depende do serependity, planejada: a que ocorre em projetos cujas etapas dependem de ações interdependentes de pessoas diferentes, perceptivo: quando o “dono do projeto” é responsável pela tomada de decisões, mas conta com as experiências e visões dos stakeholders ao longo da jornada e, por fim, a colaboração reflexiva: que depende da integração das partes envolvidas no projeto.

Qual é o papel da liderança na colaboração?

A liderança precisa estar envolvida no processo de criar o ambiente e permitir que a cultura organizacional favoreça a colaboração entre os colaboradores. Isso é importante porque o papel da liderança neste processo é garantir que as pessoas possam explorar cenários, objetivos, problemas e conflitos, mas sem sair do escopo do problema de negócio a ser resolvido.
Também é papel da liderança delegar e permitir autonomia e gestão do projeto, para que o “dono do projeto” tenha a oportunidade de liderar os avanços e entregas.

Como fica a colaboração organizacional no contexto de trabalho remoto?

Apesar do serendipity ser importante para que novos projetos surjam ou para que pessoas de áreas diversas possam experimentar trabalhar em conjunto, existem diversos canvas de trabalho e ferramentas disponíveis que permitem a colaboração à distância. Gerenciadores de tarefas como Trello, Asana e Runrun it, quadros de projetos como o Miro ou o Project Board e ferramentas de vídeochamada como o Teams ou o Zoom são só algumas dessas formas.

E por que a colaboração é também uma etapa da inovação?

Como Marcelo Festa explicou muito bem em seu artigo, a inovação só pode acontecer quando há diversidade – de pensamento e repertório, mas também de gênero, idade, raça, orientação sexual e origem. Por isso colaboração também é uma bandeira da inovação – se um projeto é tocado exclusivamente por pessoas similares, muitos aspectos deixam de ser considerados e podem trazer risco para a organização no médio e longo prazos.

Quer saber mais sobre colaboração e inovação?

Conheça a coleção SapiênCia + Escola do Caos. Feita em parceria com os melhores especialistas do mercado, essa coleção foi pensada para dar caminhos e insights para quem quer inovar, colaborar e por a mão na massa, mas não sabe por onde começar. Clique aqui e saiba mais.

Assine agora nossa Newsletter
Receba conteúdos exclusivos do UOL EdTech na sua caixa de entrada