Qual a importância de desenvolver a persona para uma empresa?

A persona pode ser uma grande aliada para você identificar e classificar seu público. Ela trata-se da representação de um cliente ideal e tem como objetivo agir como uma espécie de bússola para a criação do conteúdo de marketing. Uma empresa de plotagem para porta de vidro pode utilizar essa ferramenta para conseguir afunilar seu […]

Escrito por Equipe Guia de Investimentos | 24.11.2020

Gostou da leitura?

Compartilhe:

A persona pode ser uma grande aliada para você identificar e classificar seu público. Ela trata-se da representação de um cliente ideal e tem como objetivo agir como uma espécie de bússola para a criação do conteúdo de marketing.

Uma empresa de plotagem para porta de vidro pode utilizar essa ferramenta para conseguir afunilar seu público alvo, identificando as maiores oportunidades de negócio.

Afinal, compreender qual é seu tipo de público é fundamental para qualquer espécie de empreendimento. 

Essa informação é crucial para entender não só a linha de desenvolvimento de novos produtos, mas também a prospecção e aquisição de novos clientes.

Uma boa definição de persona passa pelo seu público-alvo, identificando os principais pontos em comum entre seus potenciais compradores. Se você já tiver uma base de clientes, essa fonte será perfeita para iniciar a pesquisa de criação de sua persona.

Inclusive, quem criou o conceito de persona foi o designer e programador de softwares Alan Cooper, enquanto realizava um trabalho durante a década de 80.

A gestora do projeto havia sido entrevistada por Cooper para que ele pudesse entender melhor o trabalho dela.

Durante o desenvolvimento que Alan estava fazendo, era comum ele fazer questionamentos em voz alta, como se conversasse com a moça que explicava o que ela precisava que o software fizesse naquele dia. 

Essa foi a primeira forma de uma persona, que seria lapidada e formalizada, tornando o conceito de personas uma metodologia de marketing.

Não há motivos para classificar sua persona por gênero, idade ou outro fator social. O que importa na pesquisa que define essa ferramenta são os hábitos de consumo e preferências pessoais apresentadas.

Uma empresa de petit four com goiabada precisa identificar uma persona que tenha preferências e gostos que envolvam seu produto, para assim poder extrair o melhor da análise.

Nesse aspecto, é importante identificar tanto clientes satisfeitos quanto insatisfeitos, para se ter uma percepção mais ampla de seu produto e de quais aspectos devem ser modificados em sua estratégia de marketing.

Pensando nisso, neste artigo, iremos abordar o conceito e as funcionalidades de uma persona, bem como sua importância para uma empresa. Acompanhe a leitura!

Afinal, para que serve uma persona?

O primeiro ponto a se considerar é compreender as diferenças entre uma persona e o público-alvo.

O público-alvo de um instrutor de aula de sertanejo é muito mais amplo que sua persona. Enquanto todos os interessados formam o primeiro grupo, uma pessoa que irá participar de toda a negociação e concluirá a compra do serviço é responsável pelo segundo.

O mercado de marketing, durante muito tempo, utilizou a questão de público-alvo. Entretanto, as novas soluções, principalmente ligadas à tecnologia, tèm apresentado conceitos mais ligados às personas.

É importante frisar que, apesar de ambos lidarem com a mesma etapa de análise, são instrumentos diferentes.

A principal distinção entre as duas é que o público-alvo tenta gerar uma espécie mais genérica de mercado de consumo, utilizando um perfil de pessoas que tenha características em comum, a qual a marca pode direcionar suas campanhas e anúncios.

Uma empresa de sonda exploradora de ponta reta precisa de uma análise de público-alvo por se tratar de um nicho específico de trabalho, para compreender as necessidades de seu público e poder evoluir suas capacidades mercadológicas.

Já as personas criam uma base de pesquisa mais humanizada, com uma identidade definida. É quase palpável, e pode acompanhar a análise durante toda a jornada de compra.

Para compreender as diferenças entre público-alvo e persona, é possível identificar alguns fatores específicos de cada ferramenta. No caso do público-alvo, podemos destacar:

  • Trata-se de pessoas que podem consumir seu produto
  • Definição mais genérica;
  • Não menciona idade, emprego, hábitos, etc;
  • Não tem alvo específico.

Já no caso da persona, as estratégias utilizadas são:

  • Definições mais específicas;
  • Diz respeito ao consumidor ideal;
  • Personagem mais especificado;
  • Aborda detalhes sobre hábitos e trabalho.

Ambas as técnicas têm seus objetivos e validade, mas no mercado atual, compreender com mais assertividade o cliente modelo que compra em seu empreendimento pode ser um grande diferencial.

O público-alvo de uma empresa de conserto iphone tela quebrada pode ser fácil de identificar, mas a análise da persona pode dar muito mais profundidade na pesquisa.

Assim, é possível chegar em elementos que normalmente são difíceis de identificar, valorizando a possibilidade de negócios.

É preciso compreender a importância das personas para utilizá-las de forma correta em sua estratégia de marketing, buscando uma solução mais adequada. Para entender melhor, é preciso pensar em alguns elementos importantes, como:

1. Aprofundar conhecimentos

O público-alvo é o primeiro passo para definir o grupo de clientes que você busca alcançar. Entretanto, é com a persona que é possível aprofundar esse conhecimento, definindo elementos relevantes do processo de venda e conhecendo melhor a figura do cliente.

Nesse momento, é fundamental ir a fundo na psique do cliente ideal. O que ele deseja, que dúvidas e sonhos ele possui? Quanto mais complexo for o desenvolvimento da persona, mais informações será possível extrair dela.

Que tipo de pessoa contrata os serviços de um berçário para bebê? Quais são as necessidades que levaram o cliente a contratar o serviço? 

Todas essas questões ajudam a criar uma identidade viva, que consegue dar muito mais entendimento para a persona que você está criando.

2. Entender seu valor

A persona tem que identificar elementos importantes de uma pessoa real, como seus anseios, dúvidas, necessidades e desejos. Por isso, é importante compreender quais são os principais pensamentos de uma persona e como sua empresa se encaixa nessa linha.

É preciso identificar o quanto uma persona está com necessidade de consumir seu produto ou serviço, e quais dificuldades ele pode encontrar para concluir esse processo. 

Identificar seu valor perante o cliente é um passo essencial para compreender suas estratégias futuras.

O quanto uma pessoa precisa de plástico bolha para mudança, quais alternativas e opções ele tem antes de fechar com sua empresa são dúvidas que podem surgir nesta etapa de conhecimento da persona.

Por isso, é preciso distinguir cada passo para obter informações cada vez mais precisas e que não tragam dificuldades de entendimento.

3. Estabelecer a melhor estratégia de linguagem

Além de identificar quais são os momentos da jornada de compra, a persona também é capaz de direcionar a linguagem e até mesmo o tom de voz dos conteúdos. Dessa forma, você pode selecionar a melhor forma de se comunicar com as pessoas.

É importante distinguir que, hoje em dia, o tom de voz formal pode não funcionar para um determinado público, enquanto o tom de voz informal pode acabar afastando outras pessoas.

Assim, utilizar a persona para identificar qual tipo de tom de voz deve ser utilizado pela empresa torna-se essencial.

Afinal, esse tipo de linguagem acompanhará toda a campanha de marketing, desde as ações de mídia paga até as interações em redes sociais. Embora o público-alvo delimite a área de atuação, é com a persona que você consegue idealizar o caminho a seguir.

4. Definir a comunicação

A persona também te ajuda na identificação de quais canais de comunicação serão mais adequados para seu planejamento de marketing. 

Uma persona pode ser mais ligada a canais digitais ou mais propensa a consumir produtos de outras fontes.

Da mesma forma, é fundamental determinar qual conteúdo a persona costuma consumir. Esse tipo de elemento é importante para criar uma linha de comunicação entre cliente e empresa, para facilitar o modo como a transação irá ocorrer.

5. Otimizar experiências

A criação de uma persona está intimamente ligada ao design de interação. Isso significa que a análise da persona ajuda a levantar o perfil comportamental, gostos e preferências de clientes.

Dessa forma, é possível otimizar o caminho do site para que as pessoas encontrem o que precisam de forma ágil e dinâmica, sem se preocupar muito com burocracia e ir para várias páginas.

Aqui, a persona funciona como um norte para que você possa estruturar toda a cadeia de informações que levará o cliente até a compra.

Existem muitas opções de escola particular 1 ano, então você precisa de fato identificar quais vantagens sua empresa tem para uma experiência diferenciada ao cliente, permitindo que ele vá para seu empreendimento fechar o negócio.

Como criar uma persona?

É preciso ter conhecimento de outros elementos necessários para a criação de uma persona, para que você consiga utilizar a ferramenta da melhor forma possível.

O primeiro passo para a criação de uma persona é definir as características físicas e psicológicas de seu cliente ideal. É aqui que se cria uma ideia real, ganhando personalidade e deixando de ser apenas uma ideia para se tornar um futuro consumidor.

Outro elemento importante é identificar como seu público costuma consumir informação, para poder utilizar como base para a persona. 

Nesse momento, será possível identificar qual base de conteúdo você utilizará para a estrutura de marketing que está montando.

O importante é criar uma figura próxima ao mercado que você atua para conseguir identificar suas vantagens e desvantagens ao realizar negócios.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Assine agora nossa Newsletter
Receba conteúdos exclusivos do UOL EdTech na sua caixa de entrada